Menu
 


Banner
Primeiras impressões da Albânia
Publicado em: 14/03/2016

A Albânia era uma das maiores incógnitas da viagem. Pesquisamos muito sobre as cidades, turismo e outras questões relacionadas ao país, mas as opiniões que encontramos eram totalmente contraditórias. Tem gente falando que é um ótimo lugar, tranquilo, seguro e bonito. Outras detonando, dizendo que falta energia, é sujo, não está preparado para o turismo e por aí vai. Mesmo assim, resolvemos manter no nosso roteiro e podemos falar um pouco sobre as primeiras impressões.

Por enquanto conhecemos apenas uma cidade, chamada Shkoder, a 90 quilômetros de Tirana, a capital. Caminhamos pelo centro e deu para perceber que é um país cheio de contrastes. Há gente muito pobre e gente muito rica – desfilando com carros que no Brasil custam R$ 500 mil.

O trânsito é um pouco caótico e lembra aquelas imagens que temos da Índia, mas sem as motos e tuk tuks. Para atravessar a rua é preciso ter cuidado, porque ninguém respeita o pedestre. Aliás, ninguém respeita muito as leis básicas de trânsito, mas uma vantagem é que a maioria dos motoristas anda bem devagar.

Demos sorte – ou azar – de estar num dia em que é feriado nacional, chamado Summer Day. Não descobrimos o motivo do nome, mas deve ser algo bem importante para eles, porque as ruas estavam lotadas de gente passeando – a maioria, inclusive, super bem vestida, como se estivesse indo a uma festa.

O museu que conta a história da cidade estava fechado e não há muito informação para turistas, por isso, caminhamos um pouco e fomos almoçar num restaurante indicado pelo pessoal do camping onde estamos. A comida não é maravilhosa, mas estava saborosa. O lugar chama-se Vila Bekteshi e é bem barato até: uma salada de entrada, dois pratos principais, duas taças de vinho e uma água custaram o equivalente a 17 Euros.

A principal atração de Shkoder é um castelo, que fica bem perto do camping. Para chegar é preciso encarar uma subida bem íngreme caminhando por uns 30 minutos – haja perna -, mas vale a pena. Lá de cima é possível ter uma vista privilegiada da cidade e das montanhas ao longe, ainda com os picos nevados. A entrada para o castelo custa o equivalente a 1,50 Euro por pessoa.

Provavelmente em Tirana vamos descobrir um pouco sobre a história do país e contamos aqui no blog.


Comentários

Este post ainda não recebeu nenhum comentário. Seja o primeiro!

Comentar