Menu
 


Banner
Trânsito em Tirana é caótico
Publicado em: 15/03/2016

transitoemtirana

Foram precisos 28 dias de viagem e o caos em Tirana para termos nossa primeira batida no carro. Sim, nossa primeira impressão da Albânia (clique aqui para ler) estava errada – ou não dá para comparar cidades do interior do país com a capital.

A batida não foi nada grave, mas fica aquela sensação chata. Estávamos parados tentando entrar numa rotatória e um caminhão não prestou a atenção e ralou o retrovisor na lateral do nosso carro. Ficou um pequeno amassado e uma marca preta, mas nada que nos impeça de continuar a viagem.

Já estivemos em duas cidades que consideramos impossíveis de dirigir: Cidade do México e Lima. Nestas duas ocasiões não precisamos dirigir porque estávamos com um guia. Desta vez, com o motorhome, não poderia ter um lugar pior do que Tirana.

O caos é completo: ninguém respeita nem o básico das leis de trânsito universais. Nunca vimos tantas ultrapassagens suicidas, carros parados em fila dupla, trocas de faixa abruptas sem dar seta e um desrespeito total com o pedestre, que não se não ficar esperto desvia de um carro e é atropelado por outro.

Para chegar ao camping tivemos de cruzar uma área bem central da cidade e é onde o caos reina. Os motoristas não têm um pingo de paciência para o semáforo vermelho ou a faixa de ônibus, que vira faixa de carro, moto, caminhão . . .

É preciso estar muito, mas muito mesmo, atento ao que está acontecendo ao redor para não bater o carro, porque aparentemente o pessoal daqui acredita que o outro sempre vai desviar ou frear antes.

Resumindo: se você está pensando em dirigir em Tirana, pense uma, duas, três ou dez vezes, porque não vai ser nada fácil.


Comentários

Este post ainda não recebeu nenhum comentário. Seja o primeiro!

Comentar