Menu
 


Banner
Fazer turismo na Grécia é caro, muito caro
Publicado em: 22/03/2016

Sim, a afirmação no título é a principal constatação depois de visitar algumas cidades na Grécia. Na verdade algumas é força de expressão: na prática conhecemos apenas duas cidades, principalmente por conta de tudo ser muito caro.

Mas, além do preço geral da coisas – comida, camping, mercado -, os pedágios são inacreditavelmente caros e em uma quantidade completamente desproporcional ao quanto você roda na estrada. De Athenas para Tessalônica são 500 quilômetros pela principal autoestrada do país, a A1, mas para percorrer esta distância esteja disposto a desembolsar 74 Euros em 12 praças de pedágio. Descobrimos que a passagem aérea para fazer a mesma coisa custa 40 Euros ida e volta.

Em Meteora, nossa primeira parada na Grécia (clique aqui para ler mais), já achamos o preço da comida um pouco caro, mas em Athenas foi muito pior. Um almoço para duas pessoas num restaurantes simples (entrada, dois pratos, uma sobremesa) custa em média 40 Euros. Na Alemanha ou na Áustria, a mesma coisa sai pela metade.

Athenas
Claro que mais de 2,5 mil anos de história não podem ser resumidos apenas pelo preço das coisas. Athenas é para quem gosta de história grega e romana. Em boa parte da cidade há ruínas de prédios da antiguidade e museus para visitar. O Partenon é enorme e interessante, mas prepare-se para encarar uma quantidade enorme de turistas. Outros pontos imperdíveis são: a Ágora antiga - onde tem um templo inacreditavelmente bem preservado -, o templo de Zeus, o Estádio Olímpico e o Museu da Acrópolis.

Uma dica: existe um ticket combinado que custa 12 Euros e você pode entrar na Acrópolis, Ágora antiga, Teatro de Dionisio, Ágora romana, Kerameikos, Templo de Zeus e biblioteca do Adriano.

Para quem gosta deste tipo de história é tudo muito interessante e Athenas é uma das cidades mais bacanas do mundo.

Apesar de tudo isso, por questões logísticas – e financeiras – excluímos uma cidade grega do roteiro e já estamos na Bulgária. No próximo post contamos como é por aqui.


Comentários

Este post ainda não recebeu nenhum comentário. Seja o primeiro!

Comentar