Menu
 


Banner
9 motivos para visitar a Polônia
Publicado em: 01/05/2016

Uma semana para visitar três cidades polonesas foi o suficiente para descobrirmos muitas coisas interessantes sobre o país. Eles têm muitas histórias tristes relacionadas ao Holocausto e à Segunda Guerra Mundial, mas também têm uma cultura super rica e lugares bacanas para conhecer. Por isso, aí vão nossos nove motivos para você visitar a Polônia:

1 – Breslávia
O centro histórico é um charme, com ruas onde só os pedestres têm acesso cheias de café e restaurantes. A maioria dos prédios tem cerca de 70 anos, porque foi reconstruída depois da guerra.

Uma coisa curiosa é que a cidade está cheia de duendes no chão. São pequenas esculturas da época do comunismo, cujo objetivo era fazer um protesto nonsense contra a falta de liberdade imposta pelo regime. Outro fato curioso é que a cidade diz abrigar o primeiro restaurante do mundo, o Piwnica Swidnicka, datado de 1273. Não experimentamos a comida, mas os guias disseram que é bem gostosa.

2 – Cracóvia
Cidade com um trânsito caótico, bem parecido com o de São Paulo. É um pouco maior do que a Breslávia e, para conhecer tudo, o ideal é passar dois dias.

Duas coisas muito interessantes no centro antigo: a cada hora cheia, na torre da catedral aparece um trompetista para tocar uma melodia medieval dividida em quatro partes, cada uma tocada em uma direção diferente da cidade. Também na principal praça há uma escultura de uma cabeça, que é usada para as pessoas se esconderem da polícia quando estão tomando algum tipo de bebida alcóolica. Na Polônia é proibido ingerir álcool em vias públicas, por isso, quando a polícia aparece as pessoas entram dentro da cabeça para se esconderem.

3 – Varsóvia
É a capital do país e o centro antigo foi completamente destruído na Segunda Guerra Mundial. O completamente é literal, porque não sobrou nenhum prédio. Tudo foi reconstruído para parecer antigo, mas têm no máximo 70 anos.

A cidade é famosa pelo gueto, onde os judeus foram confinados e dali levados para os campos de concentração, e pela revolta contra a ocupação alemã e soviética, que acabou resultado na morte de muitos moradores. Há dois museus contando um pouco mais desta história, o Museu da História dos Judeus Poloneses e o Museu do Levante de Varsóvia, que com certeza valem a visita.

4 – Auschwitz
Talvez seja uma das coisas pelas quais a Polônia mais é lembrada no mundo. É parada obrigatória para qualquer um que visita o país.

Para ler sobre nossa a Auschwitz, clique aqui.

5 – Histórias de guerra
Como dissemos nos quatro itens acima, a Polônia é cheia de histórias, principalmente relacionadas à Segunda Guerra Mundial e aos judeus. Para quem se interessa por isso, em praticamente todas as cidades há museus contando um pouco do que aconteceu ali ao longo dos anos.

Outra forma interessante de conhecer um pouco mais sobre isso é participar dos tours nestas cidades. É possível fazer todos pelo Free Walking Tours.

6 - Comida
Definitivamente não é a comida tradicional mais gostosa que provamos até agora, mas tem coisas bem gostosas. O grande destaque é uma espécie de nhoque frito, que pode ser acompanhado por carne, queijo, cogumelos, entre outros. É uma delícia.

Outra coisa super tradicional, mas nem tão gostosa assim, é uma mistura entre ravióli e guioza, recheado com queijo ou carne e servido com gordura de porco e bacon.

Há outras coisas tradicionais, mas basicamente tudo feito como batata e queijo, então não é uma variedade tão grande.

7 – Pessoas
Já falamos várias vezes sobre as pessoas dos países que visitamos, mas com certeza os poloneses são super simpáticos e dispostos a ajudar. Em geral, eles são bem humorados e engraçados, fazendo piadas com quase tudo.

Se você precisar de uma informação na rua, ou algo diferente, mesmo quem não fala inglês vai tentar ajudá-lo de alguma forma. A impressão que tivemos é que eles já passaram por muitas coisas, então é melhor viver da maneira mais feliz possível.

8 – Destino barato
A moeda na Polônia chama-se zlote e 1 Euro é equivalente a 4,4 zlotes. Depois de passar por 15 países europeus, podemos afirmar que este foi um dos mais baratos. É possível comer super bem (entrada, 2 pratos principais, sobremesa e duas cervejas) por 20 Euros.

Mas não é só a comida que é barata, os preços de tudo são bem convidativos.

9 – Transporte público
Temos usado bastante transporte público na Europa e, com certeza, a Polônia é um dos melhores exemplos de como é fácil se locomover de ônibus ou tram pelas cidades. Nas três cidades que visitamos, foi super fácil ir do camping até o centro e, mesmo para o turista, está cheio de informação nos pontos ou dentro do próprio transporte.

Além de fácil e rápido, é super barato. Em média, gasta-se de 2 a 3 Euros para bilhetes que podem ser usados por 24 horas em todos os tipos de transporte da cidade.


Comentários

Sueli, Teresinha lLma Alves dos Santos • 01/05/2016 às 20:18
Fico feliz que vocês tenham encontrado no caminho um país com pessoas educadas e de bom humor,pois é uma coisa que esta se tornando cada vez n ais raro.Mas também pudera ,vocês estão na terra do Santo Papa ,um dos mais alegres que já vi.

Comentar