Menu
 


Banner
A charmosa Metz no interior da França
Publicado em: 14/06/2016

A França com certeza é o país preferido da Silvia. No nosso roteiro inicial, visitaríamos apenas três cidades, mas acabou sobrando tempo e resolvemos incluir outras, o que foi ótimo – e deixou a Silvia ainda mais feliz.

Começamos por Metz e é fácil entender o amor da Silvia pela França e suas cidadezinhas. Aquela imagem romântica que muitos têm sobre os franceses é realidade nestes lugares. Ruazinhas cheias de bares e cafés com mesas na calçada, pessoas tomando vinho o dia inteiro, outras caminhando com baguetes debaixo do braço, vitrines cheias de doces, museus e igrejas, muitas igrejas.

Assim que chegar em Metz, vá até o centro de informações turísticas e compre um mapa – 0,50 centavos de Euro. Além de ser bem completo, ele tem uma rota com os principais pontos turísticos para você conhecer caminhando. Pode não ser muito perto e fácil, mas vale a pena o esforço para ver tudo.

Nós levamos quase três horas – isso porque não entramos em nenhum museu -, mas foi muito interessante. Assim como outras cidades francesas, há praticamente uma igreja em cada esquina, e algumas são bem interessantes de visitar.

Outros pontos interessantes indicados no mapa são os prédios mais antigos da cidade, com mais de 500 anos. Claro que nem todos estão bem conservados, mas é bacana dar uma olhada e observar a ação do tempo nestas construções.

Assim como em Bruges, na Bélgica (clique aqui para ler), o melhor de fazer turismo neste tipo de cidade é simplesmente andar sem rumo e aproveitar o clima. Qualquer restaurante que você escolher poderá provar receitas clássicas francesas, sempre acompanhadas de vinhos locais ótimos e baratos.

O mesmo vale para as docerias, onde não tem como errar ao escolher um macarron ou uma bomba de chocolate.

Para quem não aguenta mais grandes cidades super turísticas, como Paris, montar um roteiro pelo interior da França é uma ótima opção, e Metz pode ser incluída sem medo.


Comentários

Este post ainda não recebeu nenhum comentário. Seja o primeiro!

Comentar