Menu
 


Banner
Final de semana em Monte Verde
Publicado em: 31/08/2018

Quem gosta de viajar para destinos na montanha em época de frio? Nós adoramos! Para a gente, lugares pequenos em meio à natureza são ideais para recarregar as energias, por isso escolhemos Monte Verde, no sul de Minas Gerais.

Nos hospedamos na pousada Spa Mirante da Colyna, mais um integrante do Roteiros de Charme. Para quem não viu, já ficamos em outros hotéis deste grupo - Cambará do Sul (leia aqui) e Visconde de Mauá (leia aqui).

O Mirante da Colyna faz jus ao nome: de todos os quartos é possível ver as quatro pedras que fazem de Monte Verde um destino muito procurado. As pedras são

Partida, Redonda, Chapéu do Bispo e Pico do Selado.

O pessoal do hotel é muito atencioso e o chalé é confortável - incluindo uma lareira. O café da manhã é gostoso e o restaurante da própria pousada serve um fondue bem saboroso. No mesmo espaço ainda tem uma trilha ecológica, uma piscina aquecida - que estava bem fria - e uma sauna - que não estava funcionando.

O hotel, em geral, não superou nossas expectativas, sobretudo por fazer parte do Roteiros de Charme. Os outros que já conhecemos são muito mais confortáveis e estruturados.

O spa foi um dos melhores que a Sílvia já visitou. Ele oferece diversas massagens, tratamentos e banhos, a maioria de inspiração indiana. As salas de massagem são lindas e a vista para a montanha completa o ambiente. A Silvia fez dois tratamentos diferentes e adorou tudo.

 

Monte Verde

A cidade é bem pequena e lembra bastante Campos do Jordão, em São Paulo. Além do comércio e restaurantes, a principal atividade é encarar as trilhas que dão acesso às pedras.

Optamos por fazer apenas uma: da pedra Redonda. O nível de dificuldade é médio e leva em média 40 minutos para ir e o mesmo tempo para voltar. A trilha em si não é super bem conservada, por isso é bom caminhar com cuidado redobrado.

A vista lá de cima é impressionante. Demos sorte de estar um dia lindo, com o sol brilhando, mas o vento é brutal e a sensação térmica despenca por conta disso. Do topo é possível ver todas as outras pedras no horizonte.

O centro comercial tem basicamente uma rua, com comércio e restaurantes do dois lados. Aproveitamos para comprar queijo da serra da Canastra, chocolate e pinhão. Achamos a cidade muito cheia e a impressão é que não comporta o número de turistas na rua, o que é uma pena porque tira completamente o charme de uma cidadezinha como Monte Verde.

Almoçamos no Fritz, uma restaurante/cervejaria de inspiração alemã. Para quem não sabe, a Alemanha é o país preferido do Cesar, então neste tipo de ambiente ficamos muito à vontade. A comida e as cervejas estavam ótimas.

A dica é: para experimentar todas as cervejas peça a degustação com cinco estilos diferentes. Para acompanhar, escolha o pretzel, schnitzel, kassler e salsichas com chucrute. É bastante comida, mas você não vai se arrepender.


Comentários

Este post ainda não recebeu nenhum comentário. Seja o primeiro!

Comentar