Menu
 


Banner
Ver Guernica com certeza vale a visita a Madrid
Publicado em: 11/05/2015

museudopradomadrid

Se tivermos de resumir Madrid em uma palavra, será Guernica. Ficamos realmente muito impressionados ao ver o quadro no Museu Reina Sofia, um dos mais interessantes de toda a Espanha, com uma coleção bem bacana de arte moderna. Já falamos do impacto de ver Guernica no primeiro post (clique aqui para ler), mas vale relembrar porque é algo impressionante mesmo. Além de Picasso, o Reina Sofia tem outros grandes nomes da arte, como Rothko, Miró, Van Gogh, Cezzane, Monet, Renoir e por aí vai. Com certeza vale a visita.

Aproveitando o assunto museu, não tem como não falar do Prado. A coleção é enorme e fica até um pouco difícil de se localizar lá dentro. Aqueles mapas que você pega na entrada quase nunca ajudam e, mesmo tendo os highlights do museu descritos, levamos algum tempo para encontrar as salas onde estes quadros estavam. A coleção é basicamente formada por nomes clássicos da arte espanhola e nem tudo é tão interessante assim.

Uma dica: para quem vai visitar os dois museus, há um ticket combinado de 18 Euros que vale para os dois lugares, tanto para a coleção quanto para exibições temporárias.

metromadrid

Metrô
Assim como muitas cidades da Europa, Madrid também tem um metrô super bacana e organizado. A vantagem começa já no aeroporto: é possível ir para praticamente qualquer ponto da cidade saindo da estação do aeroporto, o que ajuda a economizar um bom dinheiro comparando o preço da passagem com um táxi. Para viagens únicas, o bilhete custa 1,60 Euro, que nem é tão barato assim, mas considerando o tamanho da malha e o conforto, acaba valendo a pena.

Para ir aos lugares a melhor opção é o metrô mesmo, ou caminhar, dependendo de onde estiver ou para onde vai. Nós gostamos de andar, e tivemos sorte de ficar num hotel bem localizado, num bairro meio Vila Madalena, com lojinhas diferentes, restaurantes e bares. A distância até o centro da cidade é de uns 20 minutos caminhando.

O que fazer
Tirando os museus e restaurantes - que falaremos num post separado - não há muito o que fazer em Madrid, além de caminhar pelo comércio e área central para ver a catedral, o palácio real e praças e mais praças. Um lugar bacana para conhecer é o Mercado de San Miguel. Ele lembra um pouco os tão bombados food parks que viraram febre aqui no Brasil e, de longe, o mercado da Ribeira de Lisboa (clique aqui para ler sobre). Evite ir aos finais de semana, porque é praticamente impossível entrar e ver as coisas com calma.

O mercado é repleto de boxes de comida e você pode degustar uma porção de jámon, tomar uma taça de vinho ou comer um pote cheio de morangos, por exemplo. Os preços, obviamente, são um pouco maiores em relação a outros pontos da cidade e, se você não liga para muvuca e gente aglomerada, taí um bom lugar para almoçar, ao menos pela grande variedade encontrada num único espaço.

sanmiguelmadrid

Madrid também tem uma Plaza Mayor, como tantas outras cidades europeias. O lugar é o point das excursões e turistas, e é possível tirar uma foto com grande parte dos personagens da história pop mundial, de Bart Simpson a tartaruga ninja, passando por homem aranha e a turma de Star Wars. A praça é rodeada de prédios antigos, mas estavam praticamente todos em obras, com tapumes para todos os lados.

Há uma rua chamada Fuencarral, uma das principais do comércio da cidade. Tem lojas de tudo quanto é tipo para todos os bolsos e, mesmo sendo comércio, vale a pena dar uma volta por ali para ver como a cidade se comporta. Mas não faça isso antes das 10 horas, porque vai achar que está em uma cidade fantasma, já que tudo começa a funcionar depois deste horário. A vantagem é que, por conta da siesta, boa parte do comércio fica aberta até as 21 horas.

As ruas em geral não são tão limpas quanto outras cidades que conhecemos, mas nada muito grave também. Uma impressão geral de Madrid é que os espanhóis também não são o povo mais simpático do mundo, principalmente garçons e vendedores. Em geral, são impacientes e mal-humorados.


Comentários

Este post ainda não recebeu nenhum comentário. Seja o primeiro!

Comentar