Menu
 


Banner
Vamos viajar de motorhome porque . . .
Publicado em: 09/12/2015

Provavelmente você já está sabendo sobre a nossa grande viagem, certo? Não, então clica aqui antes de continuar lendo este post. Viajar por um longo período é uma vontade bastante antiga e há um bom tempo estávamos procurando uma maneira de viabilizar isso.

Quando realmente o plano começou a se tornar realidade, o planejamento ficou muito mais difícil do que parecia. Definir o tempo de viagem, o roteiro, o dinheiro, entre tantas outras coisas, virou um grande desafio.

Foi neste momento que chegamos à conclusão de que uma viagem longa passando por muitos lugares só seria possível de motorhome. Além da liberdade de deslocamento, não seria necessário reservar – e gastar – com hotéis ou outros lugares para nos hospedarmos, sem contar o tempo de check-in e check-out. Até pensamos em opções sem o carro, mas seria praticamente impossível dentro dos 180 dias que estabelecemos como prazo para a viagem.

Depois de decidir que iríamos alugar o motorhome, começamos a via crúcis de procurar uma empresa com a localização estratégica para o nosso roteiro. Não é sempre que dá para retirar o carro em um lugar e devolver em outro. Isso também acabou influenciando nos países que decidimos visitar.

Uma dica: pela nossa pesquisa, a Alemanha é o país mais barato para alugar um motorhome por mais de 30 dias, porque estrangeiros são isentos dos impostos nestes casos. E, aparentemente, conseguimos uma empresa bastante confiável, a Mcrent. Mexendo daqui, mexendo dali, montamos um roteiro saindo da Alemanha e devolvendo o carro no mesmo lugar, em Stuttgart. Depois, pegaremos um motorhome da mesma empresa no Reino Unido.

Ainda não sabemos como será o dia a dia no carro. Tem muita coisa para cuidar: gás, energia, limpeza e mais um monte de coisa, que só vamos aprender na prática. Nunca dirigimos um carro assim nem passamos por uma experiência parecida, mas estamos ansiosos para descobrir como vai ser.

No próximo post vamos falar um pouco de como foi definido o nosso roteiro. Até lá.


Comentários

Este post ainda não recebeu nenhum comentário. Seja o primeiro!

Comentar