Menu
 


Banner
Como ficar mais de 90 dias na Europa
Publicado em: 05/01/2016

Um dos pontos mais difíceis na hora de organizar o roteiro da nossa grande viagem foi a questão burocrática em relação ao visto. Sabíamos que na área Schengen não é necessário visto para brasileiros, e a maioria dos países estava dentro desta área, no entanto, para passar mais de três meses na Europa é necessário um visto de permanência. Mas, este visto é interessante para quem vai ficar em um país, e não 32 como é o nosso caso.

Dentro da área Schengen é possível ficar 90 dias corridos e, em outros países europeus, principalmente na parte oriental, o período sobe para 180 dias.

Descartamos a possibilidade de pedir visto em algum país porque mesmo com um visto italiano, por exemplo, teríamos 90 dias na Itália e os mesmos 90 dias para os demais países da área Schengen. Como a ideia não era essa, tivemos de fazer alguns ajustes no roteiro.

Fizemos duas listas: uma dos países cuja soma nos permitiria ficar 90 dias e a segunda com aqueles que permitem os 180 dias.

Basicamente excluímos os que mereciam muitos dias de visita (França, Espanha e Itália, que estão na área Schengen) e incluímos o Reino Unido, que não estava no primeiro roteiro. Acabamos privilegiando países que não são tão famosos ainda, muitos deles no leste europeu.

Depois de muita conta, o roteiro de 180 dias ficou pronto: serão 32 países (para ver a lista clique aqui) e um pouco mais de 100 cidades. Mesmo o roteiro sendo bem flexível, ainda teremos que controlar muito bem os 90 dias na área Schengen para não ultrapassarmos o período permitido.

Se gostarmos muito de algum lugar e estendermos nossa estadia, já sabemos que teremos que cortar outro para não ultrapassar o prazo.


Comentários

Este post ainda não recebeu nenhum comentário. Seja o primeiro!

Comentar